ALMOÇO / CONVÍVIO

ALMOÇO / CONVÍVIO

Os futuros almoços/encontros realizar-se-ão no primeiro Sábado do mês de Outubro . Esta decisão permitirá a todos conhecerem a data com o máximo de antecedência . .
.
.

Mensagem de A J F Lopes

.
.



No computador da Elisa conseguimos ler a maioria, se não todas as mensagens. Penso que todas. Por vezes foi como entrar numa máquina do tempo e recuar para a década de 60/princípios de 70, recordando algumas situações que a vida complicada e intensa que se seguiu tinha apagado temporariamente da minha memória.
.
Não sei como agradecer tantas e tão agradáveis referências vindas de tantos (elas e eles) e algumas de muito longe. Eu sei, todos sabemos, que o passar do tempo tende a esbater o menos agradável e a conservar o mais agradável. É por isso que algum desconto tem que ser dado a tantos comentários positivos quer dos que estiveram presentes, quer dos que me telefonaram (e vários o fizeram), quer dos que se exprimiram através da NET.
.
Gostaria de voltar a agradecer a todos pessoalmente, principalmente aos que me chegaram através da NET e não estiveram presentes no nosso tão agradável almoço. Senti que valeu a pena ser professor, que valeu a pena o esforço e valerá sempre a pena qualquer esforço se isso contribuir para ajudar a formar, por um pouco que seja, os alunos (mais tarde amigos) com que convivemos diariamente, durante uma período especialmente sensível das suas vidas.
.
Um agradecimento muito especial ao culpado do costume, o João Jales (não sei quem foram os cúmplices), ao Zequinha P. Silva pelo seu discurso, e pelo compêndio de desenho de 1868 (que espectáculo), que me ofereceu pessoalmente, ao Mário Gonçalves pelo seu discurso de amigo de sempre, e às amigas e amigos dos tempos idos da minha juventude, cuja amizade sempre se manteve ao longo da vida e que me deram a grande alegria de estarem presentes.
.
Os livros que me ofereceram serão a recordação perfeita de uma tarde para mim inesquecível. A todos um grande abraço.
.
António J. Figueiredo Lopes
--------------------------
Nota: No artigo abaixo estão links para três álbuns com mais de trezentas fotografias do encontro, a maioria delas já legendadas.

1 comentário:

Elisabeth disse...

Dr. Lopes, o meu prof de Desenho. Não estou enganada pois não? Eque era tão querido

Adorei ver as gentes desse tempo que me parece já tão longínquo,até porque me dedico mais a viver no presente. Mas reconheço que relembrar essa época, vivida numa terra onde não tinha nem deixei raízes, mas de que tenho saudades de um tempo que foi mais um intervalo fugaz, entre outros que tem constitùido a minha caminhada, ver aquelas caras das colegas e "colegos", que estavam tão refundidas nos meandros das minhas memórias,me emocionou e muito, e me deu alegria.

Sou a Elisabeth Marques, que morava na Estrada da Tornada lá para o fundo, (aparecem algumas fotografias minhas), e que casou com o Fernando Rainho, cuja fotografia aparece também bem assim como algumas referências á família Rainho, que continua para além de outras pessoas através de dois filhos maravilhosos que eu tenho. A Carla e o Rui.

Um dia destes vou querer estar com todos num dos futuros encontros